Postagens

Ainda bem - Marisa Monte

Ainda bem
Que agora encontrei você
Eu realmente não sei
O que eu fiz pra merecer
Você
Porque ninguém
Dava nada por mim
Quem dava, eu não tava a fim
Até desacreditei
De mim
O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão
Quem diria que a meu lado
Você iria ficar
Você veio pra ficar
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim
O meu coração
Já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tinha sido maltratado
Tudo se transformou
Agora você chegou
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

Explosão de Estrelas

Passei o carnaval deste ano lendo. Além de livros sobre gestação, pude acabar de ler o presente que ganhei de aniversário de um amigo: Explosão de Estrelas (Bertrand Brasil). Tudo bem que o nome é bem brega, mas para quem não sabe, Robin é filho da minha escritora favorita: Rosemund Pilcher.  Dessa vez toda a trama se passa no Festival Internacional de Edimburgo e envolve música clássica com uma violinista famosa, amores e traições, com os membros da organização do evento e seus fornecedores, e muito aventura com a tentativa de recuperação de um jovem delinqüente que rouba carros. Obviamente que todos se hospedam no mesmo apartamento e compartilham suas angústias e emoções. Adorei o presente e poder espairecer a minha cabeça rindo bastante.

Terá a eternidade enquanto durar

Terá companheirismo
 Terá fidelidade
 Terá alegria
 Terá copos bem servidos
 Terá sinceridade
 Terá danças noite a dentro
 Terá prioridade
 Terá massagens nas costas
 Terá muito carinho
 Terá torradas com requeijão
 Terá muitas almofadas
 Terá meu apoio
 Terá amizade verdadeira
 Terá longas histórias
 Terá lágrimas e sorrisos
 Terá pipoca
 Terá sempre a minha mão
 Terá a eternidade enquanto durar

Que seja eterno enquanto dure

Que ele seja sincero nas horas certas Que me trate como prioridade Que sempre me ache linda Que seja capaz de longas caminhadas por minha causa Que acima de tudo tenha muita paciência comigo Que goste de dormir de conchinha Que tenha um cheiro único Que goste de me fazer rir Que seja capaz de acalmar meu coração Que seu ombro seja meu apoio quando precisar Que seja fiel a nossa história Que entenda as minhas vontades Que me perceba como sou Que respeite as minhas amizades Que não goste de azeitonas Que tenha longos braços para me abraçar Que nunca solte a minha mão Que seja eterno enquanto dure

Leo Jaime falou e disse tudo!

Tomo a liberdade de reproduzir abaixo um dos melhores textos que já li nos últimos tempos sobre o preconceito envolvendo obesos. 
Gordo é o novo preto é do Leo Jaime e está disponivel no site dele também

Gordo é o novo preto - Leo Jaime

Quando Felipe França aqui desembarcou com 3 medalhas, uma de ouro e duas de bronze,  vindo do último campeonato mundial de piscinas curtas, o que se comentava era seu peso. Com 100 KG e 14% de percentual de gordura ele era mais do que um grande atleta:  era a prova de que condicionamento e forma física não são necessariamente a mesma coisa.
Tenho os mesmos 14% de percentual de gordura. Ao longo dos anos fui aumentando de peso sem aumentar o percentual. A barriga cresce e é lá que guardo a perigosa gordura visceral. Estou sempre lidando com esta questão médica, e chata, mas tenho me mantido em forma e aumentado o peso magro, ou seja, adquirido músculos com muito exercício. Portanto, posso dizer que estou bem condicionado. Dito isto, vamos ao real …

Você tem medo de dizer eu te amo?

Imagem
achei esse vídeo muito fofo.



e não é mesmo?

Elefantes não esquecem

Fiquei sem saber se poderia ou não reproduzir no meu blog o texto Elefantes não esquecem do gaúcho Armando Coelho Borges.
Na dúvida, coloco aqui o link para vocês acessarem no site da revista Living Alone.  

Achei divertido!