terça-feira, 16 de junho de 2009

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Incenso de Mirra

Sempre gostei muito de incenso, em especial o de Mirra. Gosto do cheiro que fica na minha casa e na boa sensação que esse cheiro me dá.

Adorava ir lá no CEAGESP comprar vários incensos. Mas ultimamente compro nessas lojinhas de um real. Gosto de chegar em casa e acender um incenso e tocar as minhas coisas sendo observado pela espiral da fumaça do palito acesso.

A vantagem de morar em uma casa pequena é que o cheiro bom fica nas paredes, nas almofadas nos edredons. È uma referencia na minha vida que me traz a sensação de estar em casa. Acho que é isso que chamam de memória olfativa.


Vejam abaixo o texto da Wikipédia sobre os três Reis Magos e a visita ao menino Jesus:

Os Três Reis Magos ou simplesmente Magos, Melquior, Baltasar e Gaspar, são personagens da narrativa cristã que visitaram Jesus após seu nascimento (Evangelho de Mateus)....

Talvez fossem astrólogos ou astrônomos, pois, segundo consta, viram uma estrela e foram, por isso, até a região onde nascera Jesus, dito o Cristo. ....Até que os magos chegassem ao local onde estava o menino, já havia se passado algum tempo, por causa da distância percorridas, assim a tradição atribuiu à visitação dos Magos o dia 6 de janeiro.

"Os Magos ofereceram três presentes ao menino Jesus: ouro, incenso e mirra, cujo significado e simbolismo espiritual é, juntamente com a própria visitação dos magos, ser um resumo do evangelho e da fé cristã, embora existam outras especulações respeito do significado das dádivas dadas por eles. O ouro pode representa a realeza (além providência divina para sua futura fuga ao Egito, quando Herodes mandaria matar todos os meninos até dois anos de idade de Belém.

O incenso pode representar a fé, pois o incenso é usado nos templos para simbolizar a oração que chega a Deus assim como a fumaça sobe ao céu (Salmos 141:2).

A mirra, resina antiséptica usada em embalsamamentos desde o Egito antigo, nos remete ao gênero da morte de Jesus, o martírio, sendo que um composto de mirra e aloés foi usado no embalsamamento de Jesus (João 19: 39 e 40), sendo que estudos no Sudário de Turim encontraram estes produtos.

"Entrando na casa, viram o menino (Jesus), com Maria sua mãe. Prostando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra." (Mt 2, 11).


domingo, 14 de junho de 2009

eu sonhei um sonho

Nas últimas semanas muitas pessoas tem comentado sobre a descoberta surpresa da "cantora" Susan Boyle.

Mas sinceramente, o que fica na minha cabeça é a pergunta: e se ela não tivesse se arriscado?

A cara de surpresa dos jurados quando ela começa a cantar é sensacional! Adoro pessoas que surpreendem.

A música que ela escolheu também é linda e reflete muito do que se passa com essa mulher.

Cuidado com os rótulos. É muito feio classificar os seres humanos em pequenas caixinhas etiquetadas. Os rótulos são burros.



I dreamed a dream (tradução)
Sarah Brightman

Eu tive um sonho

Houve um tempo quando os homens eram amáveis
Quando suas vozes eram suaves
E suas palavras convidativas
Houve um tempo quando o amor era cego
E o mundo era uma canção
E a canção era excitante
Houve um tempo... então tudo deu errado

Eu tive um sonho num tempo que já se foi
Quando esperanças eram elevadas e valia a pena viver
Eu sonhei que o amor nunca morreria
Eu sonhei que Deus perdoaria

Então eu era jovem e destemida
Quando sonhos eram feitos e usados e perdidos
Não havia nenhum resgate a ser pago
Nenhuma canção desconhecida, nenhum vinho intocado

Mas os tigres chegaram à noite
Com suas vozes suaves como trovão
Tal como eles rasgam sua esperança em pedaços
Tal como eles transformam seus sonhos em vergonha

Ele dormiu um verão ao meu lado
Ele encheu meus dias de maravilha infinita
Ele fez da minha infância o seu êxito
Mas ele se foi quando o outono chegou

E ainda sonho com ele vindo até mim
E nós viveríamos juntos os anos
Mas há sonhos que não podem acontecer
E há tempestades que não podemos prever

Eu tive um sonho que minha vida iria ser tão diferente deste inferno que estou vivendo...
Tão diferente daquilo que parecia...
E agora a vida matou o sonho.

terça-feira, 9 de junho de 2009

o remédio e o veneno

Estava lendo a revista da Folha de S. Paulo e vi a frase "a diferença entre o remédio e o veneno está apenas na dosagem".

Não é a primeira vez que vejo essa frase. Mas adivinha o que foi que passou pela minha cabeça quando li a frase? Polenguinho light.

Vai entender.

Comer polenguinho light é como ficar com vontade de comer um Cheddar Mc Melt com batata frita com muito ketchup e se saciar com um cacho pequeno de uva sem semente. Ou então querer um chocolate quente e beber chá de camomila com adoçante. Deu para entender?

O polenguinho light entrou para a minha vida e muito provavelmente ainda vou comer por muito tempo. Ele pode ser meu remédio e meu veneno porque não tem gosto de nada, mas ajuda o meu nível de cálcio e também serve para comer entre as refeições.

Sinto que voltarei ao assunto, mas como está tarde, vou comer um polenguinho antes de dormir.